AF Algarve lança projeto inédito para desenvolver a arbitragem

A Associação de Futebol do Algarve (AFA) e o Agrupamento de Escolas Pinheiro e Rosa (AEPR), de Faro, assinaram, esta terça-feira, dia 2 de novembro, um protocolo de colaboração no âmbito do Programa +3, iniciativa pioneira da AFA cujo principal objetivo passa pela formação e recrutamento de novos árbitros de futebol e de futsal na região. 

Sob o mote "Mais Aprendizagem, Mais Futuro, Mais Arbitragem", a iniciativa inédita entre as vinte e duas associações de futebol do país vai oferecer aos alunos dos Cursos Técnicos de Desporto do Algarve mais duas habilitações profissionais e a possibilidade de integração nos quadros distritais e consequente carreira de árbitro. 

"Este programa é por si só ganhador pelo facto de termos a oportunidade de formar jovens. Não temos dúvidas de que vai ser um enorme sucesso para todos e uma mais-valia para os alunos", disse Sérgio Piscarreta, Presidente do Conselho de Arbitragem da AFA. 

O projeto arrancou esta terça-feira com a primeira aula das turmas da Escola Secundária Pinheiro e Rosa e com a intenção de ser alargado aos restantes agrupamentos escolares do Algarve a partir da próxima época desportiva, bem como do resto do país, através das associações congéneres. 

"Esta parceria tem todas as condições para disseminar-se pelo país. Não há desporto nem jogos sem árbitro, pelo que a arbitragem constitui uma grande janela de oportunidade para os alunos", considerou Francisco Soares, Diretor do AEPR. 

Presente na sessão esteve também José Fontelas Gomes, que começou por parabenizar a Associação e o AEPR pela cooperação. "Esta parceria com as escolas é importantíssima para o desenvolvimento da arbitragem e revemo-nos completamente nesta visão", referiu o Presidente do Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, que realçou os valores que definem o setor da arbitragem e que "devem nortear-nos, tanto a nível pessoal, como profissional: ética, responsabilidade, profissionalismo honestidade". 

Por sua vez, Reinaldo Teixeira destacou "a disponibilidade demonstrada desde a primeira hora pelo Agrupamento, criando uma sinergia determinante para aproximar a arbitragem das escolas" e o facto daqueles alunos serem "os primeiros contemplados em Portugal a ter um módulo de arbitragem no plano curricular". "Temos a obrigação de credibilizar e de sermos embaixadores dos valores do setor da arbitragem e é isso que também queremos promover", afirmou o Presidente da Direção da AFA. 

Os reconhecidos agentes de arbitragem algarvios Nuno Cordas e Ruben Guerreiro serão os formadores responsáveis pelos módulos de futebol e futsal, respetivamente, que serão, este ano letivo, dirigidos no auditório da AFA, que acolheu esta ação de lançamento e na qual estiveram também presentes Luís Pires, em representação da Divisão de Desporto da Câmara Municipal de Faro, Nelson Guerreiro e Nuno Afonso, do Conselho de Arbitragem da AFA, José Borges, Diretor Técnico da AFA, e Luís Brites, Professor da Componente Tecnológica do Curso de Desporto da Escola Secundária Pinheiro e Rosa. 


IMG 2369    IMG 2379
 
IMG 2389   IMG 2412

03.11.2021