Por um futebol justo e com valores

 

A Associação de Futebol do Algarve tem vindo, enquanto entidade com responsabilidades no futebol português, a acompanhar muito de perto os assuntos que têm marcado a agenda, tanto no âmbito do futebol profissional, como no âmbito do futebol amador.

Assim, foi com particular satisfação que acolheu a decisão da Liga Portugal, de endereçar o convite ao nosso filiado Portimonense Futebol SAD para que se mantenha na Liga NOS e nela participe na próxima época desportiva.

Revemo-nos na deliberação da Comissão de Auditoria da Liga, com a firme convicção de que a maior competição profissional de futebol do nosso país só tem a ganhar ao ter no seu seio uma entidade com uma estrutura profissional e cumpridora.

A decisão da Liga Portugal reconhece, de certa forma, os méritos inequívocos de um projeto sério e ambicioso que nasceu no seio de um clube prestes a celebrar 106 anos e que na sua vertente atual, ao nível profissional, com a criação do projeto Portimonense Futebol SAD, veio fortalecer os honrosos pergaminhos do Portimonense Sporting Clube, através de um projeto sólido com infraestruturas de excelência, nomeadamente ao nível do relvado, já reconhecido pelas instituições do futebol português como um dos melhores para a prática da modalidade no país.

Contudo, acreditamos que a decisão em causa nada tem que ver com o nível das instalações desportivas e com o investimento já realizado, mas sim com o grau de relevância com que o cumprimento das regras e a aplicação dos critérios a todas as sociedades desportivas, de modo justo e imparcial, devem ser tratados.

É importante que os níveis de estabilidade e sustentabilidade financeira sejam cada vez mais considerados. Portugal, como membro da União Europeia e Campeão Europeu de Futebol em título, não pode continuar a permitir alguns exemplos que ocorreram nos últimos tempos, que em nada dignificam a modalidade, o país e o universo futebolístico.

Sem prejuízo do normal funcionamento das instituições desportivas, que em absoluto respeitamos, bem como dos eventuais direitos que ainda subsistam aos interessados nesta questão, constatamos que esta decisão é um sinal inequívoco de que a regulamentação aprovada e em vigor é uma regulamentação viva e sindicável a todo o momento, garantindo, assim, que todos os intervenientes tenham de respeitar os mesmos preceitos e que todos tenham de observar as mesmas regras, sob pena de poder existir uma indesejável subversão e desigualdade que em nada aproveita ao futebol português.

No âmbito do futebol não-profissional, continuamos extremamente atentos ao assunto que envolve o nosso filiado Sporting Clube Olhanense - Futebol SAD, que tem vindo, desde sempre, a lutar pelos seus legítimos interesses de forma ordeira, construtiva e nos locais e instâncias apropriadas, a bem da meritocracia, uma vez que se encontrava em primeiro lugar na sua Série e não lhe foi concedido o direito de ascender à divisão superior.

Congratulamo-nos com a decisão do Tribunal Arbitral do Desporto relativa à providência cautelar interposta pelo nosso filiado, suspendendo, dessa forma, as subidas à Liga Pro, conforme decisão tomada pela Federação Portuguesa de Futebol.

Também nesta questão, e por imperativo de consciência, manifestamos inequivocamente todo o respeito e confiança pelas decisões tomadas pelas instituições que tutelam estas questões, sejam elas de índole desportiva ou judicial.

Desde a primeira hora quisemos fazer, a par do Sporting Clube Olhanense - Futebol SAD, parte da solução e nunca do problema, e continuamos convencidos de que uma decisão mais equilibrada e justa poderia ter sido obtida.

A Associação de Futebol do Algarve é totalmente solidária com o seu filiado, a quem reconhece todos os direitos concedidos pela regulamentação em vigor, para que possa lutar pelo desfecho que consideramos justo para os seus melhores interesses.

Sem que esta solidariedade coloque em causa o respeito institucional que, de facto, sempre demonstrámos por quem tem a responsabilidade de decidir, e que na maioria das vezes é um ato altamente solitário e de difícil execução, desejamos que o desfecho desta questão possa ir de encontro à pretensão do nosso filiado Sporting Clube Olhanense - Futebol SAD, uma vez que continuamos a acreditar ser possível uma decisão que vá mais eficazmente de encontro à justiça que todos, sem exceção, desejamos, e que premeie a resiliência, a persistência, a seriedade e a paixão que tem sido dedicada a esta causa, nunca deixando cair um projeto que tem persistido condignamente, e sempre representando de forma digna a cidade de Olhão, as suas gentes e o seu amor pelo desporto-rei.

05.08.2020