Casa cheia na sede da AF Algarve no Curso de Formação Inicial de Dirigentes

A noite da última quarta-feira assinalou um marco importante na formação de dirigentes no Algarve: pela primeira vez está a decorrer um curso na nossa região e a sede da AFA teve casa cheia, numa demonstração de interesse de muitos agentes ligados ao futebol e ao futsal.

O curso tem a chancela da Portugal Football School, criada em março de 2017 e que faz parte da unidade de investigação e desenvolvimento da Federação Portuguesa de Futebol, tendo como atividade central e dinamizadora a investigação em futebol, futsal e futebol de praia, sempre com um foco particular para a oferta formativa.

Esta é a terceira edição da iniciativa, mas a primeira a chegar ao Algarve, através do método e-learning (aprendizagem electrónica), pois estende-se também, em simultâneo, às associações de Lisboa, Angra do Heroísmo, Beja, Braga, Bragança, Ponta Delgada, Setúbal e Viana do Castelo.

Entre os inscritos, no Algarve, contam-se vários dirigentes dos nossos clubes, que manifestaram opiniões muito favoráveis acerca da iniciativa. A primeira sessão teve como prelector José Manuel Meirim, presidente do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol e reputado especialista em direito desportivo, o qual fez uma abordagem geral do enquadramento legal do nosso futebol.

O curso decorrerá até 24 de outubro e a estrutura do programa incidirá sobre os seguintes temas: organização e gestão; planeamento; liderança; pessoas e media; direito do desporto; finanças; fiscalidade; marketing e comunicação; arbitragem; disciplina; ética no futebol; tecnologia; registos e transferências de jogadores; recursos humanos; integridade no futebol.

Entre os preletores, e além do já citado José Manuel Meirim, figuram Carlos Lucas (diretor de competições e eventos da FPF), Duarte Lopes (coordenador de programas desportivos do Estádio Universitário de Lisboa), Hugo Freitas (diretor de tecnologia da FPF), João Leal (diretor de registos e transferências da FPF), José Carlos Lima (coordenador do Plano Nacional de Ética no Desporto), José Fontelas Gomes (presidente do Conselho de Arbitragem da FPF), Luís Sobral (diretor de media da FPF), Nuno Moura (diretor de marketing da FPF), Paulo Ferreira (diretor financeiro da FPF), Paulo Lourenço (secretário geral da FPF), Rita Galvão (diretora de recursos humanos da FPF), Rute Soares (integrity officer da FPF) e Tiago Craveiro (diretor geral da FPF).

Num prazo não muito distante esta habilitação será exigida a todos os dirigentes de clubes participantes nas provas organizadas pela FPF e gradualmente esse procedimento irá estender-se ao movimento associativo.

A AF Algarve congratula-se pela realização da iniciativa na nossa região e espera que a mesma contribua para que possamos ter dirigentes mais informados e melhor preparados para o exercício das suas funções, e, por força disso, mais habilitados para ajudar a crescer o futebol e o futsal da nossa região.

AAL 7173

Ver Galeria de Fotos

25.05.2018